Inconsistência

Publicado em 21/07/2012 10:09 52 Comentários

/* História real enviada por Marcos A. Lucas */
Chefe: O cliente ligou. Detectaram uma inconsistência no sistema de contas a receber. As contas dos últimos 6 meses não batem… Preciso que você verifique isso…
Após uma longa verificação…
Programador: Então, estava dando uma mensagem de erro na operação de fechamento do dia, avisando que ainda existiam lançamentos em aberto. Vocês nunca viram esta mensagem?
Cliente: Ah sim, mas o funcionário que estava aqui antes me treinou e disse que era normal esta mensagem de erro, todos os dias… era só clicar no Ignorar e fazer o fechamento mesmo assim…
Programador: KABOOM!

Camiseta: User error

Tag: , , , , ,

Categorizados em:

52 Comentários

  • Rafael Santos disse:

    Sério, as vezes fica difícil de acreditar que existe “gente” assim… ainda.

  • User error?? Mas o erro não foi do usuário. Se alguém que, supostamente, deveria conhecer todo o programa disse para ele ignorar o erro…

  • PHFOXER disse:

    Será que o Alonso está na empresa a mais tempo que o Programador Real?

  • Erich Petersen disse:

    Isso não é nem questão de treinamento, é só ler o que está escrito!!!
    Talvez faltou avisar pro RH q precisava contratar alguém q saiba ler…

  • Jonerval disse:

    Ficou ambíguo isso aí, mas de qualquer jeito é culpa do sistema por permitir que os erros sejam ignorados.

  • Alexandre Souto disse:

    Esse é o tipo de piada que tira os Alonsos do armário, sendo assim vou explicá-la.
    Posso até tomar um monte de negativos por isso mas se eu transformar um único Alonso em programador meu esforço não será em vão.

    Era uma vez um usuário que operava um sistema, um belo dia ele fez uma cagada nas contas e ao invés de procurar seu erro e corrigir preferiu usar a opção ignorar, um botão que varre a sujeira p/debaixo do tapete.

    Acontece que devido ao primeiro daquele dia em diante as contas nunca mais fecharam, o botão ignorar foi promovido a botão salvar.

    Ao passar a informação para o outro usuário o erro foi perpetuado até que um dia alguém descobriu o erro (provavelmente um fiscal, um auditor…sempre é alguém que tem poder para foder a empresa).

    A lógica usuária manda reclamar com o programador, afinal de contas é culpa dele não ter previsto esse nível de estupidez.

    Minha única reserva ao programador é colocar uma opção “ignorar”, para um bando de ignorantes esse botão é o Santo Graal.

  • Radson disse:

    Tem erro na programação também , já que não pode fechar com lançamentos em aberto , logo não caberia essa opção de ignorar , sim um showmessage (‘ não é possivel fechar o caixa com lançamentos em aberto.)

  • @adriells disse:

    “User brain error. Aborting operation.”. Se uma mensagem de erro está lá é porque DEVE ser importante…

  • Erik Castilho disse:

    Usuários automáticos, 90% dos usuários que operam o sistema hoje em dia não sabem o que estão fazendo. Vê um botão OK e vai clicando.

    • MaRZ Vix disse:

      Principalmente quando as meldelphicas largam aqueles lindos “erros não tratados pelo preguiçamadores” em língua nativa dos gringos, com aqueles escrotosos números em hexadecimal.

      Querer que o usuário leia uma messagebox destas, requer que eles:

      1 – saibam ler
      2 – saibam inglês

      Aí já é querer demais das pobres almas ocupadas!

  • Butto-Mutto disse:

    Puta merda, isso já aconteceu lá na firma!

  • MaRZ Vix disse:

    Seu programa será sempre tão (ruim|fraco|mal feito) quanto o número de erros que você não (soube|quis|deixou de|conseguiu) (depurar|encontrar).

    Programadores que deixam “a inteligência” por conta dos usuários, na realidade tentam transferir para eles, o que lhes falta.

    E se a lei de Murphy é então desconsiderada, está batido o último prego no caixão.

    • Victor Hugo disse:

      É isso aí!

    • Marcelo disse:

      Na verdade não temos informações suficientes para afirmar que foi isso que aconteceu. Alguém pode ter solicitado que o sistema tivesse essa “funcionalidade”. Pode ter casos em que os lançamentos em abertos possam ser descartados em massa na hora do fechamento, por algum motivo. Mas, claro, a possibilidade de o programador ter sido preguiçoso existe e é grande neste caso.

      • alguem disse:

        Realmente isso parece-me uma funcionalidade requerida no projeto. Poder ignorar o erro para ser verificado mais tarde.
        Mas a opção de ignorar poderia ir para um log que no outro dia ficaria com uma lista em vermelho gritante com o título “Pendências”. E passado de mais de 5 ou 10 pendências o programa obrigasse ao usuário buscar a informação e corrigir a pendência. Tipo algo como as mensagens de erros e warnings numa IDE.

  • Angelo disse:

    esse tipo de situação é comum. Ocorre um erro, o usuário atual ta com preguiça de ver o que aconteceu, e vai ignorando até que um dia f!@#de com tudo.

    Tenho muita vontade de compartilhar no facebook essas tirinhas, mas ai eu penso nos clientes que tenho adicionados lá… vai que o chapéu serve?!

  • Marcelo disse:

    Um desabafo: a pior parte da minha vida de programador sempre foi quando alguém me comunicava alguma inconsistência num sistema antigo que eu passei a dar manutenção (avisando que “o sistema estava com erro”) e eu tinha que passar um dia inteiro fazendo verificações pra, no fim, constatar que os lançamentos estavam sendo feitos errados. Do tipo, o valor é 1500,00, o usuário lança 1000 e diz que o sistema está com erro na hora que o relatório diz que está faltando 500. Claro que nunca era um erro assim só, eram vários desses, então não era muito fácil de identificar no começo.

    Pelo menos o sistema antigo foi substituído por um novo, do qual eu participei do desenvolvimento desde o começo, e conseguimos torná-lo um pouco mais à prova de usuários…

  • Diego disse:

    Só digo uma coisa: NUNCA crie uma opção “IGNORAR ERRO”!

    Erro é crítico em qualquer situação, e se vc não quiser passar por situações assim. Dispense mais tempo no tratamento dos mesmos durante o desenvolvimento.

  • Fernando disse:

    Meu irmão me ensinou há muito tempo, antes de eu aprender a programar:
    “Se você criar um programa aprova de usuários, criarão usuários mais burros.”

  • Bruno disse:

    A tirinha 666 tá chegando =)

  • euu disse:

    ler é uma arte!!!

  • Vitor disse:

    O problema não é só do usuário. Todos falam da culpa do usuário, mas também esquecem a culpa do mau técnico, do péssimo suporte por telefône, do programador acomodado e com muita preguiça.

    Tem boms profissionais, mas tem aqueles que empurram com a barriga, evitam trabalhar e querem apenas se acomodar. Um cliente liga e eles avisam “é normal, é falha do windows, ignorar e continua a trabalhar!”.

    Trabalho no suporte técnico e já vi muito técnico passando boi (cliente), passando boiada (problemas) para frente mas nada de trabalhar e resolver o problema na prática.

  • Renan disse:

    Ta chegando a tirinha #666…

  • Lucas disse:

    Isso deve ser costume com o “enviar relatório de erros para a Microsoft”. Ocorria com tanta frequência no Windows XP que as pessoas acabam achando normal uma mensagem de erro que aparece a todo instante.

  • Its disse:

    Quando alguém começa com: “Inconsistência no sistema” pode ter certeza que o usuário fez alguma besteira.

    Aos que culpam o sistema, em algumas situações pode ser necessária a opção ignorar. O que ocorre é que o usuário simplesmente esqueceu-se de qual era a situação específica e deixou o ignorar como regra geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>