10 caracteres

Publicado em 28/09/2012 15:02 69 Comentários
c:\>Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on TumblrPin on PinterestEmail this to someoneShare on LinkedIn

real historia;
string sender;
sender = "DGr";

Cliente: Preciso que você altere o campo CodigoRND no cadastro de produtos de 6 para 10 caracteres…
Programador: Ok. Vamos analisar e em seguida enviaremos um orçamento.
(No dia seguinte…)
Programador: A alteração é bem grande. Mexe com a estrutura toda do sistema. Então, o valor será de $$$$$$$
Cliente: Hmmm… E se ao invés de 10, aumentasse apenas para 7 caracteres, ficaria mais barato?
Programador: PLOFT!

Camiseta: Se eu não fosse desenho, morreria de traumatismo craniano

Tag: , , ,

Categorizados em:

69 Comentários

  • Anonimos disse:

    A camisa explica toda a tirinha

  • Eduardo F disse:

    Absolutamente top! Imagine aumentar para um CLOB? :)

  • Adriele Medeiros disse:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
    A camisa ta show!!! É tanto ploft que chega a doer só de pensar.

  • Marcos Sartori disse:

    Quem mandou estruturar mal o código agora vai ter que passar um trabalham para fazer uma coisinha simples!

    • Dani disse:

      Esse usou a bola_de_cristal.h para adivinhar como está o sistema alheio..

    • William Okano disse:

      Bem facinho mesmo fazer isso em C.

      Não foi citada a linguagem, como você pode afirmar tal baboseira?

    • Alexandre disse:

      Aham, vai lá aumentar isso no Cobol micro que utiliza sistema de arquivos..
      Tem que mudar o arquivo, todos os arquivos que tenham esse campo vinculado e fazer a conversão de todos esses arquivos

      • Melody Nelson disse:

        er. Para de usar cobol? por favor.

      • Saraiva disse:

        Por exemplo: essa mudança nos telefones de SP provocou a alteração de todos os programas que tratam o cadastro de clientes, tanto com arquivos quanto com acesso ao BD.

        • Cleovane disse:

          Até agora não entendi porque não se ampliou um número para todos os DDDs do país e não se padronizou a utilização de 9 dígitos para os números de telefone. Ou será que nenhum outro DDD precisará ser alterado no futuro?
          Aliás, acho essa história de DDD só uma desculpa para cobrar mais pelas ligações telefônicas. Quem mora em divisa de DDD sabe bem como é difícil a situação. Tem horas que está numa área, tem horas que está na outra, sem ter saído do lugar. E pior, paga mais caro para ligar e passa a pagar para receber chamadas.
          A situação é tão absurda, que pago mais barato a ligação para um número no outro lado do estado, com o mesmo DDD, e mais caro quando ligo para a cidade vizinha, que tem outro DDD. Alguém sabe me explicar qual é a lógica disso?

          • /dev/urandom disse:

            Elementar, meu caro.

            A lógica é que tem muito peixe grande ganhando muito dinheiro, enquanto nós, exatóides, achamos que o mundo deve ser regido por lógicas, e não por iteresses.

            Triste isso.

      • Dan Moroboshi disse:

        Me desculpe a ignorância… mas qual o “micro” que não usa sistema de arquivos?

    • Melody Nelson disse:

      Desculpa gente que tá discordando. Mas qualquer sistema escalável deve levar isso em consideração. Se seu sistema não consegue fazer isso, e usa um banco de dados relacional, ele tá mal estruturado.

    • TB disse:

      Sinceramente, o que vejo, são muitos programadores ruins negativando esse comentário.
      Porque sinceramente, pelo humilde conhecimento que tenho nesses vários anos em que programo, uma mudança dessas ser considerada difícil é porque o sistema está mal arquitetado.

      Qualquer linguagem que seja, se aceitar ao menos que se importe um arquivo de código em outro, já dá pra fazer melhor que colocar o 6 lá escrachado em todos os arquivos.

      Isso é POG!

      #prontofalei

  • Renato disse:

    Estou ‘truncando’ a alma desse cliente aqui na minha mente.

  • tathianam disse:

    E para ajudar foi trabalhar 2 dias seguidos com a mesma camiseta, hahahahahahaha #mulherpercebeessascoisas

  • Fred disse:

    Por essas e outras você acaba notando que clientes nos enxergam como meros digitadores ¬¬.

  • Junior disse:

    Cliente pensando:Como ta alto o valor dos caracteres…….

    • DGr disse:

      Eu tenho a impressão de que os usuários acham que a gente desenvolve o sistema e cobra por metro digitado!!!!

    • Eu não disse:

      Extra! Extra! Inflação atinge caracteres!
      Ministro do BC já fala em pacote para conseguir ajudar o mercado:”Veja bem, acreditamos que a tabela ASCII está bem desvalorizada. Praticamente todos os bancos já estão permitindo uso de UTF-8. Nós somos o BANCO CENTRAL!”
      Programadores Clipper protestam: “É um absurdo! 256 caracteres é suficiente para todo mundo”.

  • Rychard disse:

    Não dá pra acreditar nisso. Cada novo dia uma nova surpresa o_O

  • Douglas disse:

    Clientes… nunca mudam!

  • Douglas Dalbert disse:

    Eu acho que nesse caso o “ploft” deveria ser do cliente… Q bixiga de código é esse que não consegue se adaptar para uma mudança simples de quantidade de chars?
    É que nem o povo que iria sofrer se aquele novo “Estado do Pará” fosse criado :P
    Imagina se criarem um novo gênero humano (feminino, masculino, ????)

    • /dev/null disse:

      mas a piada nesse caso (creio eu) está no fato de que nem sequer o cliente sabe o que ele quer, ele só sabe que quer aumentar o número de caracteres do campo mas não sabe nem se vai precisar ou quanto vai precisar.

      o ploft do programador foi por isso!

  • Se alterar o tamanho de um campo no sistema é uma tarefa muito grande, que vai ter um custo orçamentário alto, então esse sistema deve ter sido muito mal feito.

    • Saraiva disse:

      Será? Trabalho pra uma seguradora, e o sistema é gigante com um BD maior ainda, então uma alteração desse tipo afeta os programas que geram ou leem arquivos, e acessam o BD, que também é afetado. Mas micreiro dificilmente imagina como é um sistema em Mainframe.

      • Marcos Ploither disse:

        Posso até imaginar que afete muitos lugares, e pela grande probabilidade de bugs ao longo do sistema, isso possa desencadear algum problema. Mas que isso ser algo difícil é sinal de uma deficiência do código, pode ser inevitável, em sistemas externos e legados sobre os quais não se tem controle, mas é definitivamente uma deficiência.

        • Saraiva disse:

          O amigo de cima citou tarefa grande, afinal modificar tamanho de variáveis e arquivos é fácil, porém se o sistema tem muitos programas, isso se torna uma tarefa extensa, não obrigatoriamente difícil.
          Tarefa grande != tarefa difícil

  • Rafael disse:

    Esse programador tá com um jeitão de ser daqueles trambiqueiros!!!

  • Yuri disse:

    Me pareceu bem lógico o pensamento do cliente. Só que entende alguma coisa de programação percebe que não tem diferença de alterar pra 7 e pra 10.

  • Rauchbach disse:

    Cliente Fail!
    Se quer pechinchar, entenda mais ou menos como funciona antes, hehe

  • Anselmo Lira disse:

    Se estivesse usando algum tipo de ORM (XPO, Hibernate, etc) não teria essa dor de cabeça toda. Já cansei de aumentar tamanho de campos sem impacto nenhum no sistema.

    • Kaiel disse:

      O mundo não é movido a Java!

      • Anselmo Lira disse:

        Amigo, não uso Java, uso C#. E só pra constar, o ORM que uso (o XPO da Developer Express) não possui interface com Java, e sim com C# e Delphi.

        Só pra gter idéia, com essa ferramenta montei um gerenciador básico de pessoas pro RH da empresa onde trabalho, com umas 5 telas de cadastro e 1 formulário (tudo online) em apenas 1 semana e sozinho.

        • Saraiva disse:

          Esse é o conceito de sistema grande?

        • Daniel disse:

          Cara, desculpe falar assim, mas você é muito beginner!

          Você não sabe nem do que está falando e ainda sujou a plataforma da microsoft (que já possui um ORM) com outro ORM de merda…

          Sisteminhas de 5 telas ? Não saia falando isso em público, guarde isso pra você…

          Fica a dica, e espero que futuramente você se torne um grande desenvolvedor :)

  • Andre disse:

    - Não, mas como você é nosso cliente especial, eu posso aumentar para 20 caracteres com um desconto especial

  • goncin disse:

    Cliente: Aproveita aí que os celulares de SP ganharam o nono dígito e deixa o campo prepararado para até 12 dígitos.

  • Eliakim disse:

    Vou tentar fazer umas 63 negativações:

    Desta vez o cliente até que não tava tão besta, apenas confuso. Em muitas áreas, diminuir o número diminui o preço… ele pensou que Informática fosse assim também… só falta um pouco de lógica pra ele pra entender o “mexe com a estrutura toda”. Talvez se ele falasse “Tem que mudar o número em todos os lugares”, ou algo assim… não… acho que ia dar na mesma…

  • Cara, estamos chegando ao cúmulo de que ler os comentários é quase mais divertido do que as tirinhas, por causa das desavenças da galera. Ô povinho sem senso-de-qualquer-coisa…

  • Igor disse:

    Pro pessoal que tá dizendo que mudar o tamanho de um campo causa grande impacto só se o sistema está mal estruturado.

    Recentemente em uma grande empresa de software (responsável por apurar direta ou indiretamente 63% da arrecadação nacional, segundo estudo da própria RFB) foi preciso mudar de 2 pra 4 caracteres o campo alíquota de imposto devido ao SPED – PIS COFINS (ou EFD CONTRIBUIÇÕES), porém esse campo era utilizado em todas as demais declarações, tanto federal, quanto estadual ou municipal que continuariam com 2 caracteres, portanto sim, teve um impacto considerável essa alteração e não podemos dizer que é um sistema mal estruturado.
    PS: não sou programador.

    • stribus disse:

      o que ocorre é que em um programa bem feito o aumento de campo é normalmente feito alterando o valor de somente uma variavel.
      ex. ja usado ali em cima:
      PRODCOD_LENGHT = 6
      |
      V
      PRODCOD_LENGHT = 10

      com isso alteraria o tamanho de todos os lugares que usasse este campo.(não visualmente)

      o que eu acho que ocorreu é que como o campo era um capo utilizado muitas vezes, e ele precisava ser visivel para o cliente, ele teria que “reestruturar” as janelas e relatórios para que ficassem bem apresentareis com o novo formato.
      (sim, existem clientes e chefes que se apegam a esse detalhes)

      • Saraiva disse:

        Faça isso em COBOL :)

      • N3rd disse:

        E na base de dados? Como você altera o tamanho de um atributo que é utilizado em umas 300 tablelas? Explica a mágica pra gente.

        • Anselmo Lira disse:

          Se você estruturou bem seu software, em camadas, utilizando ORM e, claro, um programa para criar/atualizar o banco, basta recompilar a aplicação e rodar o programa de atualização da base.

          PS: mudança em tamanho de campo só tem impacto nos seguintes casos:

          => tamanho final do campo é menor que o tamanho inicial (neste caso, você deverá construir uma função SQL que varre todos os registros na tabela e reduz o tamanho daqueles que possuem mais caracteres que o tamanho inicial, geralmente cortando-se a palavra no meio)
          => é feita validação de tamanho de string inserida (neste caso, você terá que verificar TODOS os locais onde são feitas verificações e realizar o acerto)
          => a grid utilizada possui alguma propriedade de restrição de número de caracteres (ou o tamanho da coluna não é o mais adequado pro tamanho final): neste caso, terá que adaptar uma a uma

          Geralmente, o problema mais difícil de de contornar é a mudança de tipo, que gera mudança do tipo de dado da coluna e, em algums casos, a criação ou exclusão (drop) de constraints no banco. Já tive que resolver um caso em que o arquiteto do sistema cismou que a mudança do nome de uma página na aplicação web teria que ser propagada À tabela do banco de dados que alimentava a grid daquela página. No modelo de dados, bastou algusn acertos. O problema é que a tabela no banco já possuia dados e isso custou 2 semanas de estudo de impacto e testes no script que realizava tal alteração.

  • JP disse:

    Até que fez sentido, ele associou o preço a quantidade de caracteres.

  • Caleb disse:

    Ein? o sistema não ta com os valores num db? Enfim… usuário que não especifica direito tem mais que aprender mesmo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>