Senador é preso por alegar que na área de TI ninguém "enche o saco"

O senador Delcídio Amaral (PT-MS) foi preso nesta quarta-feira (dia 25), após a Polícia Federal obter gravações onde o senador alega que o setor de TI é tranquilo, onde "ninguém enche o saco" e ainda quis um orçamento de 1 bilhão.

Segundo a PF, as suspeitas se confirmaram ao ouvirem esse trecho, afinal um setor de TI com alto orçamento e sem ninguém encher o saco se enquadra em uma das duas categorias: ficção científica ou lavagem de dinheiro.

Segue abaixo a matéria da Isto É:

ti-delcidio

Transcrição ↓

Delcídio negociou nome para gerência com orçamento de R$ 1 bi na Petrobras
Gravação revela que, no mesmo encontro em que acertou pagamento de R$ 4 milhões pelo silêncio de Nestor Cerveró, senador petista preso na Lava Jato mostrou interesse na área de TI. "Ninguém enche o saco", afirmou
Na mesma reunião em que discutiu o pagamento de R$ 4 milhões pelo silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, além de apoio logístico para ele fugir para a Espanha, o senador Delcídio Amaral (PT-MS) negociou a indicação de um nome para assumir uma gerência da estatal. Com orçamento de R$ 1 bilhão, a gerência de Tecnologia da Informação (TI) foi escolhida pelo senador petista por ser “menos visada”.
“Tem que fazer a Gerência de TI. Porque a Gerência de TI, ela não não tá… ela não é atividade fim. É atividade meio. E ninguém enche o saco”, disse o senador petista em conversa com o advogado de Cerveró, Edson Ribeiro. “Eu vou ver direitinho isso (…) porque TI não está na linha de frente e ó (…) É o que você falou. Tem o orçamento de 1 bilhão”, completou.

Obs: É triste ter que colocar essa observação, mas para quem não pegou, essa matéria é um texto de humor, apenas baseado em fatos (o print da matéria é real)

 

↑ Voltar ao Topo